Capital de Giro. O que você precisa organizar para obter uma boa captação?

Atualizado: 8 de Out de 2020

O Capital de Giro é o valor necessário para o funcionamento das atividades do dia a dia: pagamento de aluguéis, salários, compras de insumos, despesas diversas, etc.

Como a própria palavra remete, trata-se do capital para “financiar” a atividade. Ele está ligado ao ciclo operacional da empresa.

Em outras palavras, é o dinheiro necessário em caixa para garantir o bom funcionamento de um negócio.

O capital de giro provém do resultado econômico e financeiro da empresa. Ou seja, ele vem do Lucro. Empresas precisam ser lucrativas para que o negócio tenha aumento do capital de Giro, caso contrário haverá a necessidade de pedir ajuda aos Bancos.

Por outra ótica, muitas empresas também financiam seu capital de Giro para “investimento” por exemplo numa abertura de um negócio. É muito comum que empresas busquem dinheiro no mercado financeiro para financiar seus projetos de médio e longo prazo. No Brasil, existem diversos produtos e instituições para essa finalidade. Muita atenção ao pedir dinheiro emergencial aos Bancos. Todo dinheiro sem planejamento é mais caro do que o normal. Se houver a necessidade de fazer uma captação para sua empresa, procure ter toda a documentação da sua contabilidade e fazer cotações em pelo menos 3 instituições financeiras.

Mas, por que é importante manter um bom Capital de Giro?


Ele está diretamente ligado à saúde financeira da empresa, pois representa o quanto a empresa pode dispor para sanar suas obrigações e contas, garantindo um ambiente sustentável para desenvolvimento interno e crescimento do volume de negócios. Empresas que operam com um Capital de Giro baixo correm grandes riscos de insolvência no curto prazo. É importante que a contabilidade ou o gestor tenham conhecimento de como calcular antes de fazer qualquer investimento ou retirada do sócio, pois ele será fundamental para manter as atividades.

Como calculá-lo?


Basicamente, o cálculo depende de informações da sua contabilidade.

É preciso subtrair o AC (Ativo Circulante) dos PC (Passivo Circulante). Essas informações, são encontradas facilmente no Balanço ou Balancete Mensal da empresa.

Então, chegamos a Necessidade de Capital de Giro. Quanto maior a NCG, maior será a necessidade de gerar resultados ou, diminuir seus financiamentos (contas a receber e estoques).


Como manter um Capital de Giro saudável para a empresa?


Tudo começa com um bom planejamento financeiro. Para aumentar o Capital de Giro, é de extrema importância que sua empresa aumente o Lucro:

· Aumento de Vendas (Receita)

· Fazer um rígido controle de gastos através de um orçamento;

· Ter um ótimo controle do seu fluxo de caixa, prazos, pagamentos e estoque;

· Ter uma boa administração dos inadimplentes;

· Saber negociar prazos com fornecedores e clientes.

Nas experiências de Consultoria, percebemos a fragilidade de fazer corretamente esse cálculo, gerando grandes problemas ao negócio e até falência das empresas.

O cálculo correto do Capital de Giro é essencial para fazer o seu negócio crescer e garantir a saúde da empresa, por isso, a 4Business está aqui para ajudar a organizar as finanças para manter um bom Capital de Giro.

Somos especializados em Gestão Financeira e estamos prontos para avaliar sua operação. Trabalhamos com o objetivo de aumentar o grau de profissionalização do seu negócio de maneira personalizada e orientada aos resultados.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo