EBITDA: vantagens e desvantagens da análise deste indicador.

Analisar os lucros de uma empresa é essencial para qualquer negócio. Isso permite entender se as operações da organização estão indo bem, se é necessário algum ajuste e aponta o quanto a empresa está gerando de recursos a partir de suas atividades operacionais.

A margem EBITDA, que inglês significa “Earning Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization” é baseada no lucro que a empresa teve antes de serem contabilizados os juros, a depreciação e a amortização do período corrente. Ou seja, quanto a empresa consegue gerar, sem levar em consideração investimentos e compromissos financeiros.


Como calcular?


Para encontrar a margem EBITDA, basta dividir o EBITDA por sua receita líquida.

Após isso, é indicado multiplicar o valor por 100 e obter o resultado da margem EBITDA em valores percentuais.

Margem EBITDA = (EBITDA / Receita líquida) x 100

Uma empresa que tem uma receita de R$400.000 e um EBITDA de R$90.000.

R$90.000/R$ 400.000 = 0.225 x 100. Margem EBITDA de 22,5%.


Vantagens e Desvantagens


Vantagens:

>É possível acompanhar os dados financeiros da empresa, uma vez que ter ciência sobre estas informações, permite ao empresário entender se o seu negócio está tendo um bom desempenho no mercado ou não;

>A partir dos dados do EBITDA é possível realizar comparações de dados de diferentes negócios, inclusive de diferentes áreas de atuação no mercado;

>É possível comparar o resultado com empresas de fora do país, por causa da facilidade de manipular as informações. O EBITDA é um indicador universal de desempenho, especialmente por desconsiderar aspectos como a localização e a tributação;

>Se o EBITDA de uma empresa aumenta no decorrer dos anos, é possível verificar que a empresa possui uma capacidade de promover a eficiência e produtividade.


Desvantagens:

>Apesar de importante, ele não deve servir como o único indicador para as empresas, pois ele não engloba uma possível alta alavancagem. O que pode comprometer o caixa e os resultados da empresa no futuro;

>O EBITDA positivo pode esconder alguns prejuízos financeiros da empresa;

>Investidores leigos podem não entender que um Ebitda positivo pode esconder prejuízo líquido da empresa;

>Não é possível determinar a liquidez de um empreendimento pelo EBITDA. Mensurar a capacidade de converter os investimentos em lucro é imprescindível para compreender por completo o desempenho de uma empresa.

É um indicador confiável?


O Ebitda é um indicador confiável para a tendência de lucros da atividade principal de uma empresa. Mas para usá-lo adequadamente, é preciso levar em conta suas limitações. Ele não pode ser utilizado isoladamente para investigar uma empresa, pois não é capaz de mostrar a saúde financeira da organização. Por exemplo, ele não revela se uma empresa está muito endividada. Isso acontece porque a função do Ebitda não é entregar um raio-x da empresa, e sim mostrar o seu potencial de geração de caixa. Em alguns casos ele pode ser analisado também para valuation de empresas.

A análise correta do percentual EBITDA é muito útil para avaliar o desempenho da empresa no mercado. No entanto, é imprescindível utilizar o recurso dentro de um contexto e junto a outros indicadores e ferramentas.

Antonio Carlos de Camargo Junior é Economista, tem 38 anos. É proprietário da 4Business Consultoria e presta serviços como consultor em gestão empresarial em todo o Brasil.


A 4Business ajuda a sua empresa a analisar a margem EBITDA e o seu impacto na organização. Trabalhamos com a profissionalização do seu negócio com o objetivo de aumentar o grau de rentabilidade, buscar novas oportunidades e garantir a solidez da organização.

Fale conosco!

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo