Estoque, Excesso ou Ruptura? O Equilíbrio.



Você sabe o real conceito de ESTOQUE? O estoque não se trata apenas de produtos ou insumos armazenados, ele representa todos os recursos produtivos necessários para a continuidade da produção no médio e longo prazo. Além de armazenar materiais, ferramentas e insumos, o estoque tem também o importante papel de guardar as mercadorias excedentes da produção antes delas serem despachadas para o ponto de venda ou para o cliente e também representa um investimento de capital, lançado no ativo da empresa e com liquidez.


Mas quando falamos em estoque, temos obrigação de falar em dois importantes pontos que o empresário tem que saber, EXCESSO E RUPTURA e, porque são ruins para o negócio.


Excesso:


O excesso como o nome já diz é o estado do armazém quando a matéria-prima e os produtos acabados armazenados na instalação excedem em muito a demanda, e isso pode acarretar uma série de problemas para o negócio como, por exemplo;

  • Redução do capital de giro;

  • Movimentos e fluxos de mercadorias ineficientes;

  • Deterioração do estoque;

  • Aumento de custos com a manutenção do estoque.

E esses problemas reunidos podem levar a um problema, o prejuízo financeiro.


Ruptura:


A ruptura nada mais é do que a falha na reposição de itens de estoque, ocasionando a falta do produto em estoque, ou seja, o negócio tem demanda, mas não tem produto a entregar ao seu cliente. A falta de estoque pode levar alguns problemas ao negócio, como por exemplo:

  • Danos a imagem da empresa (Principalmente se for algo recorrente);

  • Perca de clientes;

  • Fortalecimento da concorrência.